Diário 1992
Quarta-feira, 01 de janeiro de 1992.
Passagem de ano careta.
:(
Ano novo, dor de dente, Casa da Divina, retrospectiva, detei às 6:00 h, acordei, dia cheio de vazio, não me recordo muito. Nada de bebidas, não foi uma boa passagem de ano. Io não quer dizer nada. Seria só o começo de uma saga em que a dor de dente predominaria. Não fui na Divina à noite. Não me lembro.

"Conhecimento inútil: em 1º de janeiro a Terra está 6.100.000 km mais perto do Sol que em 1º de junho."

Quinta-feira, 02 de janeiro de 1992.
Dia de dor careta.

Fui trabalhar. Dente doendo um pouco. Fui ao dentista. Expediente 8 às 4:00 h. Não sei o que fiz à noite. Acho que tenho visto a Marcia demais da conta. Não me lembro de detalhes. À noite fui ao Ejon, mais dor. Ri pacas com Roni. Acho que passei no pit dog. Um ano nada planejado ainda. Dor de dente.

Ps.: Vontade de desistir. A dor é triste. Estou comportadinho demais!

Sexta-feira, 03 de janeiro de 1992.
Conheci amigo careta.
:(
Sexta, meio expediente. Não sei o que fiz, acho que dormi a tarde toda, muita dor. Cara começou a inchar. Noite fui ao Castelo com filho de Jardim. Bati papo com pessoal da Base, Sancley, etc. Dormi tarde, bati papo com Roni. Ele está sempre em bom astral, me anima, apesar do dente me encher o saco. Muito gelo na cara.

Ps.: Busco ânimo do fundo do poço?????

"Conhecimento inútil: em 2772 a. C. os egípcios pasaram a utilizar o calendário de 365 dias."

Sábado, 04 de janeiro de 1992.
Vestibular careta.

Acordei cedo. Vestibular. Boca enorme, um monstro. Consegui ânimo fabuloso. Roni, obrigado. Fiz uma prova sem medo. Tarde dormi um pouco. O rango parece que está melhorando em casa. Não dei as caras na Divina. Mais gelo e sorvete. Uma bosta total. Márcia apareceu. Dormi pacas, muito valium.

Ps.: Cumpri um bom compromisso. Sou até fortinho de ânimo!

Domingo, 05 de janeiro de 1992.
noitada regular.
:(
Cara inchada. Vestibular. Ânimo melhorzinho. Boa prova de Geografia. Uma vergonha em Matemática. Acho que confiei demais naquela bosta. Dormi a tarde toda. Não fui, mas iria na Divina. Márcia furou meus planos. Pelourinho, Castelinho, foi até divertido. Mas eu estou ainda sem condições físicas e psicológicas para tal.

Ps.: Curti uma noitada fora do meu ritmo. Subconciente desagradável.

"Conhecimento ínutil: A grande Muralha da China tem 6.440 km de extensão e pode ser vista da Lua."

Segunda-feira, 06 de janeiro de 1992.
Dia cagado. Pit dog.
:(
Fui para a Base, acho que quase perdi o ônibus. xpediente 8 às 4:00 h. Estarei de serviço amanhã e com perspectivas de Hollyhood rock. Dói o bolso mas será inesquecível. ânimo total com a melhora do dente. Já não dói tanto. Passei horas com Roni e Márcia no Pit dog. Conseguimos fita dos EUA. Parece boa. um dia cu.

Ps.: Pareço um condenado à morte. Serviço me deprime. "Não gosto, mas encaro": máxima fabulosa do Roni.

Terça-feira, 07 de janeiro de 1992.
Serviço fudido. Argh!

serviço. Rendi Sandro. Ele parece ser um dos bons. Andei pacas, cuidei de tudo, comi bem. O dente atrapalha tudo. Sono à tarde. Noite, vi televisão. Comercial do Living Colour. Sem perspectivas ainda para o ano. Saiu ontem o resultado do vestibular. Todos passaram. Não sei eu e Roni. Muita expectativa. Clip do Iron. Ótimo. Clima Hollyhood. Passei a noite das mais horríveis da vida. Dente amortecido.

Ps.: Insônia. Estou na adrenalina e com saudade da Divina. Caretérrimo! Por que essa porra de adrenalina?


"Conhecimento inútil: o texto impresso mais antigo do mundo é o pergaminho coreano "Sutra", datado de 704 d. C."

Quarta-feira, 08 de janeiro de 1992.
Passei no vestibular. (8º)!!
:\
Saio de serviço. Estou podre de sono. Chego à tarde, durmo um bocadinho. Chove, vou até a Divina. Nada na velha casa. Zé Antonho. Nada. Vou para casa frustrado e molhado como um bom filho da puta. Passamos no vestibular. 31 pontos e 23 pontos para mim e Roni. Um sucesso. Tenho um cagaço (não gosto da palavra medo) da porra da Matemática. Durmo às 2:00 h.

Ps.: Caralho! Que ânimo. Recebi 191 milhas. Faltou 135.

Quinta-feira, 09 de janeiro de 1992.
Achei Divina. Fiquei puto.

Vou trampar. Muito ânimo, trabalho pacas e me divirto pacas. Chego às 5:00 e Roni caga no pau. Vou para a Divina. Acho-a numa casa até melhor. Estou puto demais. Chego em casa, uma cambada de malas e Márcia, a puta aidética. João me liga umas merdas, fico crítico. Depressão. Espantoso, em menos de 24 horas me transformo de branco para preto. É tudo uma grande merda, tudo.

Ps.: Porra. Lei de Murph! Hora ou outra tudo tem de desmoronar. Será uma necesidade de um equilíbrio emocional?

"Conhecimento inútil: o primeiro metrô foi inaugurado em 10/01/1863 em Londres, com 6,5 km de extensão."

Sexta-feira, 10 de janeiro de 1992.
Dia babaca, noite babaca.
:(
Meio expediente. Estou meio deprê. Major entra de férias. Acho que durmi a tarde toda. À noite vou na Divina. Ela está um saco. Asisti um filme da loira que rouba uma fortuna. Vou embora sem ganhar nem um tchau. Ela é uma filha da puta. Frustrante. Vou dormir tipo 2 ou 3 da manhã. Nada me anima.Perdi um bocado de ânimo. Estou no meu normal, ou seja, sou um chato.

Ps.: Cair é fácil. Levantar nem sempre. Como posso me conformar com falhas e deficiências e erros que ainda não foram sanados? eu viro um filho da puta rapidamente!!!

Sábado, 11 de janeiro de 1992.
Bons filmes, poucos beijos...
:\
Sábado, acordo meio dia e meio. Estou normal. Chato. Resolvo trabalhar. Lavo pias, chão, vaso, cozinha, roupa imunda, paredes. Truco com babacas. Analizando friamente, são adultos e babacas. Ridículos. Durmo um pouco. Só tenho roupa suja para vestir. Vou na Divina. Vejo Ben Hur. Bom pra caralho. Quase me converto. Depois, Clube dos Cinco. Ótimo. Melhor que Ben Hur. Adorei e apaixonei por Molly. É tudo demais. Vou embora no astral. Hollywood no esquema. Roni está um trapo humano. Tudo se desmorona... 5 e meia da manhã...

Ps.: Achei interessante o filme Clube dos Cinco, me fez pensar em milhões de possibilidades. Algo vai mal com Divina. Ben Hur. Muito ânimo, pois passa forças apesar de movido pelo ódio. Cristo vence no final. Óbvio demais.

"Conhecimento inútil: a primeira nota em papel-moeda foi emitida em 910 d.C., na China."

Domingo, 12 de janeiro de 1992.
Foi um peso na consciência.

Domingão, acordei às 5:30 h. Um trapo. gravei fitas do Guns prum mala. Fui para Divina, vi Fantástico e pedaço de filme com Clint Eastwood. Estava eu até bom de papo, conversei com a gurizada do prédio. Novas possibilidades. Conversei até com Frank o Animalzinho. Divina está um tesão. Reparei que tenho sonhado ultimamente. Vários sonhos. Ou sonhando que estou acordado. Divina sisma que tenho outra. quem? A Márcia? Aí a minha consciência dói. Minto, mas tudo perde o tesão. E ela estava tão gostosa. fracasso.

Ps.: Pagamos nossos erros aqui? Não, é só Lei de Murph. Não existe crime perfeito, portanto, a menor falha basta. Ou existe perfect crime?

Segunda-feira, 13 de janeiro de 1992.
Um sono, um fracasso.

Frio e chuva fina. Dia babaca. Um tédio. Exploro um pouco o humor. É bom porque é encenação. São as milhões de possibilidades. Na verdade estou puto com a Divina. Coitadinha. Posso ser um corno, mas ela não aguenta uma enchurrada de encenações e revelações velhas e cruéis minhas. Frágil demais. Merda. Mais sentimentos de culpa. Queria vê-la. Dormi. Fracasso. Acordo não puto: cruel. Sonhei pacas. Espantoso. Jogo possibilidades de cancelar Hollywood. Comprar tv. Faculdade à vista. Foi um mal dia.

Ps.: É cedo demais para tirar conclusões, mas estou fazendo sujestões pro Roni. É o bom senso. Será que ele não é capaz de nem fazer um arroz direito? Estou estudando mudança psicológicas. Sou muito falso. Mas tenho sentimentos.

"Conhecimento inútil: "Maabárata" é o maior poema de todos os tempos. Contém 200.000 versos e foi escrito no século XV ou XIV a.C., obra-prima da literatura hindu."

Terça-feira, 14 de janeiro de 1992.
Frio, frio e acordos.
:(
Amanhece aquele a frio pra caralho. Passei o dia amuado, acuado, fumando muito. O dia passa. O Barriga Verde é intragável. Durmo um pouco, tomo banho e pico a mula, com roupas velhas e sujas. Jogo do Brasil, uma merda. Divina está gostosa, estou puto. Mas tudo corre bem. Cortei cabelo ontem, estou ridículo. Ela está um pouco estranha e maldosa. Foi um dia horrível. Só faltou uma tragédia. Dou Hollywood por encerrado.

Ps.: Sinto mudanças. Tem de ser gradativo. Cancelar o rock foi decisão sábia. Foda-se o Skid Row. Não sei. A Divina tem algo de estranho. Será que levei chifre?

Quarta-feira, 15 de janeiro de 1992.
Nada de todo ruim.
:\
Fui de japona. Nada de frio. Escamei pacas, arrasei no dominó. Elias voltou. Altos papos sobre mulheres. Excitante. Dormi. Acordei às 8 da noite e fiquei até meia noite no pit dog. Chovia fininho. Um tédio. Nada de mulheres. Cancelado definitivamente o rock. Fica um vazio, tipo "eu sou um cuzão mesmo", mas foda-se. O bom é a grana. Vai sobrar, vou aplicar. O dia foi nulo, mas não trouxe nada de chateação. Tou com um tesão de andar sozinho, tipo filme. A chuva ajuda...

Ps.: Sinto ventos de melhora. O Roni tá sentido, mas parece conformado. RPM voltou. Acho ótimo. Estou sentindo que, com os pés no chão dá pra se divertir muito mais. Estou sem ânimo, mas confiante!!!

"Conhecimento inútil: o primeiro automóvel chegou ao Brasil em 1897."

Quinta-feira, 16 janeiro de 1992.
Vestibular: a derrota I.
:(
Trampo não fiz nada. fracassei horrorosamente. Zerei em Matemática. Roni passou, sem 2º grau. Lei de Murph. Porre de cerveja. Nada consola. Mudança brutal de vida, de planos, de tudo. Eu não serei mais o mesmo. Jamais. Será que suportarei tudo isso? Tenho vontade de chorar. Arranjar forças de onde? Como começar do zero novamente? Como?

Ps.: Uma vida triste se desenrola pela frente. Isso é só a ponta do iceberg. Diário filho da puta. Coleção de fracassos. Jornal Nacional. Só desgraças.

Sexta-feira, 17 de janeiro de 1992.
Divina: a derrota II.
:(
É muito para a minha cabeça e eu não vou aguentar muito mais. Meu único castelo, meu refúgio. Divina. Desmoronou-se. Lei de Murph. Vontade de chorar. Resta esperanças, mas nada será como antes. Não sei onde conseguir forças. Estou um caco mental. Como deixei essa porra acontecer? Eu gosto dela pra caralho!! 17 dias e tudo escorre por entre meus dedos!!

Ps.: Tudo ao mesmo tempo agora. More then words. Derrota III. Dói pra caralho. Será que conseguirei dar a volta por cima disso tudo de cabeça erguida e com a mente sã?????

"Conhecimento inútil: o homem de Neanderthal vivia somente 29 anos."

Sábado, 18 de janeiro de 1992.
Úlcera e tremores.
:(
Sábado. Acordo com dor de estômago. Pesadelos à noite, vou para a Divina. Lavo e seco roupas. Estou triste pra cacete. Chego lá, durmo. Rolo. Tremo de nervoso. Fico com dó de mim mesmo. Caio fora. Tem esperanças, mas poucas. Aquilo tudo é real: frio, tremores, imobidade. Que porra! Mas fazer o que? Se der errado, quero ao menos sair rindo disso tudo.

Ps.: Se eu me distrair e ler, isso tudo passa. E se tudo der errado, bem, ao menos fudeu tudo rapidamente. Ficar nervoso não resolve nada.

Domingo, 19 de janeiro de 1992.
Desejo sincero.
:(
Domingo. Acordei tarde. Um vazio danado.Frustração. Fomos ao ensaio do Roni. Tava até mais ou menos. Fui na Divina. Conversamos, mesmo nervoso no começo. Consegui um adiamento. Batemos papo. Trocamos uns beijos. Eu sou um filho da puta, porque não dei valor para ela. Mentira. Dei valor sim. Mas perdi a cabeça na hora errada. Talvez seja tarde demais. Se continuarmos, vou amá-la de todo coração.

Ps.: Não tem como negar Gosto dela mesmo. E tudo dói para mim. Mas eu desabafei um bocado. Isso é importante. Mas ainda é pouco.

"Conhecimento inútil: a universidade mais antiga do mundo é a de Karveein, no Marrocos, fundada em 859 d.C."

Segunda-feira, 20 de janeiro de 1992.
Chuva, chuva, chuva.
:\
Não fui trampar. Acordei tarde, fui ao banco, fui no rock, fui na faculdade, tomei chuva como um filho da puta. Corri enfurecido. Um dia babaca e chato. Um tédio. Estou frustrado com a Divina. Resolvi não dar um tempo. Ainda gosto dela. Sei lá. Não tem graça outra pessoa. Convivência.

Ps.: Nada de ruim. Nada de bom.Estou um vazio. Nada a declarar.

Terça-feira, 21 de janeiro de 1992.
Mentiras. Dúvidas.
:\
Fui trampar. Não fiz nada. Dormi à tarde. Fui na escola. Roni já era. Paguei o Célio. Ainda estou um saco. Fui na casa da Divina. A coroa deu uma vacilada. Especulações. Suspeitas. Dúvidas. Mentiras. Fico com ódio mortal. Minto. Perco tempo. Tomo chuva. Fico na observação. Perco o tesão. Ponta de ódio. Fim.

Ps.: A máxima de "esmagar inimigos" me domina. Acho que acabou. Mas que seja de um modo mal.

"Conhecimento inútil: D. João VI, príncipe regente, ao chegar no Rio de Janeiro, com sua comitiva, trouxe consigo 15.000 pessoas."

Quarta-feira, 22 de janeiro de 1992.
Hard. Espionagem.
:\
Fui trampar. Não fiz bosta nenhuma. Consertei rádio. Todos enchem o saco. Dou altas cortadas. Vou no dentista. Espiono tudo. Perdo tempo, passo horas de bobeira. O ódio por ela aumenta. Estou quase descidindo botar tudo pro ar. Mandar pra puta que o pariu. Não foi tão ruim. Só um pouco amargo.

Ps.: São as chances de achar uma falha. Uma oportunidade de vingança. Será que estou certo? Por que? E o ódio?

Quinta-feira, 23 de janeiro de 1992.
Espionagem. Dúvidas.
:\
Meio expediente. Não faço nada. Leio um pouco. Bato papo com Da Silva. Aplico grana. Estou bom. Duro. Chove fino. Frio. Duríssimo. Vou no Ejon, tampo o buraco. Espiono. Ela vai na irmã. Acho que dei mancada. Apareço. Todos dizem o que sei. Frio. Tudo muito confuso. Estou com um certo ódio. Da Silva me bota em situação duríssima. O que fazer? Como fazer? Quando fazer? Será que luto por nada? Ou será que dispenso um tesouro? O que é o certo?

Ps.: Não sei se estou certo. Acho que tudo está tarde demais. Estou confuso. Tenho que raciocinar friamente e matar as charadas: o que fazer. Como fazer. Quando fazer. Por que?

"Conhecimento inútil: a primeira medida de peso conhecida é o "Bega", datada de 3.800 a.C., e utilizada pelos egípcios."

Sexta-feira, 24 de janeiro de 1992.
Bom, muito bom
:) ...(Bingo!)
Quase, mas acabei indo trampar. Legal o ânimo. Escamo. Fofocas más. Inimigos. Durmo a tarde toda. Vou ao Ejon. Não está. Chego rasgando de óculos na Divina. Nada a princípio. Bebo uns trecos com Zantonho. Agora estou legal. Ótimo. Bom papo. Acordo amigo. Mil beijos. Promessas sinceras. Devo amá-la de todo coração. Saio e fico até às 4:00 na rua. Não bebo. Estou de óculos.

Ps.: O que fazer? Ser fiel à minha promessa.Como? Vigiando-me. Quando? Sempre e sempre. Por que? Porque eu e todos só temos a ganhar e ser feliz com isso. Valeu as chuvas e o tempo de espionagem. Charada matada! Sorria!!!

Sábado, 25 de janeiro de 1992.
Boas lições. Interessante.
:\
Acordo tarde. Faço um rango e vou até a Divina. Leio o livro das correntes. Boas, ótimas idéias. Vejo televisão e na saída a coisa começa a esquentar, mas eu me saio bem, apesar da frustração e da raiva. Não foi um dia mau. Mas podia ser um pouquinho legal. Aprendi como não explodir com a raiva. É só economizar e gastar corretamente.

Ps.: Aquele livro me ensinou legal. Acho que só tenho a ganhar com isso. Fica a questão: não explodo, não fodo, mas não resolvo o problema. Então, o que fazer, como e quando e por que fazê-lo?

"Conhecimento inútil: a abelha vive somente 8 semanas. Neste espaço de tempo, visita de 15 a 20 mil flores."

Domingo, 26 de janeiro de 1992.
Decisão drástica.
:\
Não sei o que fiz durante o dia nem que horas acordei e só sei que fui até a Divina. Acho que lavei roupa. Chego lá, vejo televisão, Fantástico, deixo umas roupas, mas Zantonho tava lá, eu grilo e caio fora. Vou dar um tempo, penso eu. Vou para o Jundiaí. Fico até 3 da manhã. Não durmo. Leio. Quase explodi. Dormi às 8:00. Aqueles beijos falsos acabaram comigo!

Ps.: É melhor tentar outras opções. Acho difícil, mas é a solução mais acertada. Desviar a mente e esperar para ver o que é que dá.

Segunda-feira, 27 de janeiro de 1992.
Não foi tão ruim.
:\
Acordo, vou ao trampo, não faço porra nenhuma. Chego. Fiz a casa do Trajano. Peso fora a consciência. Tomo coca no pit dog. Leio. Bato papo com Roni. Lembro-me de detalhes fabulosos da infância, juventude e adolescência. Durmo às 3 e pouco. Não foi um dia ruim mas não aconteceu porra nenhuma de bom. Minha preocupação é não pensar.

Ps.: Minha preocupação é não me preocupar e esperar que algo aconteça. Ou que eu dê chance para que algo aconteça, mas, pensando friamente, não é tão ruim.

"Conhecimento inútil: no movimento de rotação a Terra gira no espaço 29,5 km/s, 106.000 km/h 2 2.544.000 km/dia. O que é 30 vezes mais rápido que uma bala de canhão."


Terça-feira, 28 de janeiro de 1992.
Egocentrismo. Massacre.
:)
Acordei. Trampei. Não foi mal. Cruzei com Frajola. Tomei cerva. Não gosto de beber. Fomos à casa dele com as minas. Que azar para a loira filha da puta. Só fez meu ego inflar e foi massacrada cruelmente. Ela e a irmã. Eu sou poderoso. A irmã do Frajola é até comestível. Foi bom pra caralho bater papo apesar de não rolar nada.

Ps.: Foi bom para o ego saber que ainda imponho respeito. Minha fama de cruel não é só tão secreta e íntima. Facilmente detectável no meu olhar. E massacrar meus inimigos é bom e eu gosto!!

Quarta-feira, 29 de janeiro de 1992.
Cerveja babaca.
:\
Fui trampar. Não me lembro de muita coisa. É todo dia igual. Não tenho aproveitado. Acho que fiquei lendo revista. Fico lendo até as 10 e depois saio. Bom a princípio, acabo estragando tudo com uma cerva. Mulheres sobravam e era tudo fácil demais. Fui embora, tomei chuva. Estragou um pouco a saudade que deu da Divina. Podemos terminar. Mas sempre vou lembrar dela com saudades.

Ps.: Ficar sozinho me estimula a pensar. Mas a cerveja e o álcool em gral não presta. Me deixa bêbado fácil. Preciso pensar ou testar algo que não me deixe deprimido.

"Conhecimento inútil: a excentricidade da órbita da Terra em torno do Sol está diminuindo 60 km/. Daqui a 24.000 anos, o eixo de giro da Terra em torno do Sol será um círculo perfeito, alterando assim as estações e o clima."

Quinta-feira, 30 de janeiro de 1992.
Pit dog e compras.
:\
Não foi mal dia. Base. (Comi legal). Passei o dia não fazendo nada. Mais um dia comum. Penso na grana. Chego e saio fazer compras. Foi legal. Gastei bastante, mas tudo excencial. Vou ao pit dog e passo horas de bobeira. Ali eu conversei legal. Boas idéias. Admirei minha capacidade de influenciar as pessoas. Fiquei com vontade de sair, mas não sai.

Ps.: Não foi um dia ruim. Mas me deu saudade da Divina novamente. Vontade de cobri-la de beijos. Vi Playboy demais. É difícil esquecer e vai ser difícil achar alguém que prencha o vazio físico plenamente.

Sexta-feira, 31 de janeiro de 1992.
Leituras, Montilla, puteiros.
:\
Dei bobeira. Não fui trampar. Isso me preocupa de certo modo. Passei das 3:00, horas em que acordei, até às 11 da noite lendo jornal, revistas, etc. Vou ao pit dog. Chegam Roni, João, Duardo e Ana. Vamos biritar, Montilla e coca. É uma boa bebida. Fico alegre e saímos. Fomos aos puteiros. Nada de nada. Mas cumpri uma boa promessa: não fui à casa da Divina. Tenho a impressão que não foi o mais certo que fiz, mas...

Ps.: Foi amargo, mas eu cumpri uma etapa. É claro que poderia ser bem melhor aproveitado, mas foda-se. Ler é bom à beça. Está virando uma boa rotina. Agora, a questão é saber aproveitar bem o tempo.

"Conhecimento inútil: a maior minhoca que se conhece é a da Tasmânia, que atinge 1,80 metros."
  • Universo Online
  • Esportes
  • ESPN Brasil
  • Placar
  • Webventure
  • Agenda de esportes
  •  
    Livro de visitas
    Assine meu livro de visitas - Leia meu livro de visitas